Prouni: Entenda como funciona o Programa

Parecido com o FIES, o Prouni é um programa criado pelo governo, na qual garante educação de qualidade aos seus beneficiários.

Neste artigo, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre o programa para estar inserido em uma faculdade particular.

Confira!

Prouni: O que é?

O ProUni é um programa social criado pelo governo, cujo principal objetivo é oferecer bolsas de estudo em faculdades particulares para estudantes de baixa renda que ainda não tenham um diploma de nível superior.

Como são as bolsas de estudos do Prouni e como o programa funciona?

Existem duas opções de bolsas de estudos oferecidas pelo governo, na qual, variam de acordo com a renda do candidato. Confira quais são elas:

  • Bolsa integral (100%).
  • Bolsa parcial (50%).

Na primeira opção, o governo paga 100% das mensalidades, ou seja, o aluno não paga nada para estudar na faculdade particular. Essa opção é destinada para quem tem renda familiar mensal de até um salário e meio por pessoa.

Na segunda opção o valor é dividido meio a meio, na qual o governo paga uma metade e o estudando está responsável por bancar a outra e assim, continuar recebendo o benefício. Esse tipo de bolsa é para quem renda familiar mensal de até três salários-mínimos por pessoa.

Como funciona o programa?

Enquanto as inscrições estiverem abertas, você pode entrar no sistema quantas vezes quiser para consultar as notas de corte e modificar suas opções de curso.

A nota de corte é a menor nota possível para conseguir uma vaga do ProUni em determinado curso, turno, faculdade e modalidade.

Quando o prazo das inscrições é encerrado, o sistema do ProUni faz o cálculo e seleciona os candidatos com as melhores notas do Enem concorrendo a uma mesma vaga.

O candidato selecionado pelo ProUni tem alguns dias para fazer sua matrícula na faculdade, levando toda a documentação necessária, lembrando que quem não faz a matrícula no prazo estipulado, perde a vaga.

Quem pode se inscrever no Prouni?

Para participar do programa, primeiramente, é necessário que o candidato tenha realizado a edição mais recente do ENEM – o Prouni exige um desempenho mínimo no Enem: pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação –.

Além disso, o estudante não pode possuir um diploma de nível superior e precisa ter renda familiar mensal de até três salários-mínimos por pessoa.

Além de todos esses critérios exigidos, o candidato também precisa se adequar aos seguintes perfis – pelo menos 1 deles – .

  • Perfil 1: Ter cursado o ensino médio inteiro em escolas públicas;
  • Perfil 2: Ter cursado o ensino médio inteiro em escolas particulares com bolsa de estudos integral;
  • Perfil 3: Ter cursado parte do ensino médio em escolas pública, e, parte em escolas particulares com bolsa integral;
  • Perfil 4: Ser portador de necessidades especiais ou PCD;
  • Perfil 5: Ser professor contratado de escolha pública.

Agora que você já sabe quem pode ou não se inscrever no Prouni, vamos conferir quais são as faculdades que participam do programa?

Mais detalhes, abaixo!

Conheça as faculdades particulares que participam do Prouni

São muitas faculdades particulares de todas as regiões do Brasil participantes do Prouni, todas elas são reconhecidas pelo MEC e precisam ter avaliação positiva para entrar no Programa.

Veja abaixo algumas das faculdades particulares, reconhecidas pelo MEC que participam do Prouni:

  • Anhanguera;
  • Cruzeiro do Sul (à distância);
  • UNICID;
  • UNIFRAN;
  • UNOPAR;
  • Centro Universitário UNIBTA.