Maneiras de limpar o nome e se livrar das dívidas

Se você está negativado e deseja limpar o nome no Serasa, este artigo é perfeito para você! Aqui você vai encontrar dicas para evitar o endividamento e as melhores formas de se livrar das dívidas e do Serasa, sem a necessidade de realizar o pagamento.

Não perca, esse texto pode te ajudar muito. Boa leitura!

Como limpar o nome no Serasa?

Muitos brasileiros estão com o famoso “nome sujo” por não conseguir pagar suas dívidas, o que tem se intensificado ainda mais pela crise econômica, causada pela pandemia.

Mas para que você não se desespere, te ajudaremos a limpar o nome no Serasa de um jeito bem rápido e prático, acompanhe!

  1. Consulte seu CPF no Serasa e tenha certeza sobre suas dívidas – Acesse o site do Serasa Limpa Nome ou o aplicativo da Serasa para começar com a pesquisa –;
  2. Confira as suas dívidas e informações referentes a ela e escolha a melhor opção de negociação para o seu bolso;
  3. Siga todos os passos indicados para a negociação;
  4. Gere seu boleto!

Agora tudo pronto! Pague o boleto gerado no sistema e tenha seu nome limpo novamente! Porém, é importante lembrar que o prazo para as empresas darem baixa no sistema e retirarem a dívida do seu nome é de pelo menos, 5 dias úteis após o pagamento. Espere este tempo passar e esteja livre das dívidas de uma vez por todas.

Como limpar o nome sem pagar a dívida

É possível limpar o nome sem pagar a dívida? A resposta é SIM! Existe essa possibilidade, mas seria o correto?

Bom, de acordo com alguns advogados e especialistas na área das finanças, ambos afirmam que tem sim como fazer isso, porém, garantem que essa não é a forma mais indicada.

Primeiramente, é importante saber que todas as dívidas têm um prazo determinado para serem cobradas e quitadas – geralmente de 3 a 5 anos, dependendo da empresa que está devendo –. Após esse prazo, o débito “caduca”, ou seja, envelhece e perde sua validade, mas ainda continua existindo.

Caso já tenha se passado esses 5 anos de negativação e da data de vencimento, será possível limpar o nome sem pagar a dívida.

Isso acontece apenas se você não tiver pagado nem 1 centavo da dívida. Portanto, o tempo será seu maior aliado nesse processo.

Mas, antes de simplesmente pensar em não pagar, converse com seu advogado ou pessoas que entendam do assunto para melhor auxiliá-lo e não tomar nenhuma decisão errada.

Afinal, a última coisa que queremos são mais problemas para o futuro, não é mesmo?

Dicas para evitar o endividamento 

O endividamento já é ruim por si só, agora imagine passar por isso em tempos de crise como a recessão econômica ou até mesmo em época de pandemia? Sim, de fato parece bem pior!

Para te ajudar a evitar todo esse desconforto em momentos tão delicados, listamos algumas dicas para você seguir e evitar o endividamento. Acompanhe!

  1. Primeiramente, controle suas despesas;

Sempre monitore quais são suas despesas no dia a dia, isso te ajudará a saber o quanto e como você gasta, o que é fundamental para o seu controle financeiro, te ajudando a controlar o dinheiro.

  • Observe seu orçamento detalhadamente;

Será que seu estilo de vida é o mais apropriado para o seu bolso? Será que não está gastando mais do que deveria? Se a sua resposta for sim, então temos um problema!

Para verificar o seu orçamento de forma mais detalhada, comece anotando a sua renda líquida e, em seguida, todos os seus gastos mensais. A regra é: não deixe nada de fora! Assim, ao controlar suas despesas e observar o orçamento, fica muito mais fácil de fiscalizar o seu dinheiro e não ultrapassar seu limite financeiro.

Mas, se você está sempre com dívidas, certamente é porque ainda tem dificuldade para encarar a realidade do seu orçamento, por isso, o melhor é fazer alguns cortes imediatamente! – Mas sem pensar na possibilidade de fazer mais dívidas para pagar as dívidas anteriores, ok? – Afinal, isso não te aliviará em nada, apenas acumulará mais dívidas e transformará tudo em uma grande bola de neve.

  • Busque fontes de renda alternativas;

Como dissemos no tópico anterior, fazer mais dívidas para pagar as dívidas anteriores não é a melhor opção. Por isso, se o seu dinheiro está muito apertado no final do mês e você ainda precisa se preocupar com os débitos, que tal buscar por novas fontes de renda?

Apostar em uma renda extra para complementar suas receitas e também para conseguir poupar mais dinheiro, com certeza é a sua opção mais viável e segura.  E quem sabe, assim, não sobra mais dinheiro para começar a planejar uma reserva emergencial para o seu futuro?  

Há muitos meios de garantir uma renda extra, escolha a melhor delas e saia do vermelho! Seja freelance, Uber, Taxista, ou ainda, trabalhe vendendo doces. As opções são muitas para te ajudar a superar a crise. Arrisque-se e veja o resultado!

  • Elimine gastos desnecessários;

Cortar alguns itens básicos do nosso dia a dia – que geralmente satisfazem nossas vontades e não necessidades –, podem afetar e muito na hora de fechar a conta no fim do mês. Atitudes como pedir comida todo final de semana, por exemplo, pode ser desnecessário em tempos de crise financeira, por isso, economize!

  • Não faça mais dívidas;

Por fim, se a sua situação for muito delicada, além de seguir o que já falamos nos itens anteriores, é importante que você evite novas dívidas. Então nada de pegar um empréstimo alto para quitar as dívidas passadas, ok? Isso pode piorar tudo!

Você conhece alguém triste por não ter dívidas? Acho que não! Por isso, segure seu dinheiro o máximo que puder, seu bolso e sanidade mental agradecem!

Se puder, evite também fazer compras parceladas no cartão de crédito. Fugir de parcelamentos – principalmente neste momento – pode ser uma das alternativas mais inteligentes para escapar das dívidas e não se endividar em tempos de crise.