Gastos que dão direito à restituição

Há muitos gastos que dão direito à restituição do imposto de renda – que é declarado em todo início de ano. Entretanto, a maior parte das pessoas não sabem como funciona a dedução das mais corriqueiras dessas despesas. Se você também não está seguro sobre o assunto, então confira agora os 5 gastos mais comuns que dão direito à restituição do imposto de renda!

1. Gastos com educação

Umas das maiores dúvidas das pessoas quando se fala em gastos que dão direito à restituição do imposto de renda é, justamente, sobre as despesas com educação. Isso porque muito se especula sobre a possibilidade de declarar, no IR, a participação em cursos “avulsos”, como os que, eventualmente, fazemos na internet.

Bom, apesar de serem muito importante para a nossa formação complementar e para o nosso aperfeiçoamento profissional, estes cursos não são considerados quando do cálculo da restituição do imposto de renda com despesas educacionais.

Isso porque apenas os gastos com educação institucional são contabilizados. Ou seja, é preciso que o contribuinte (ou seu dependente) esteja matriculado em uma instituição oficial, como creches, escolas, faculdades (em todos os níveis de graduação), cursos profissionalizantes, etc.

2. Gastos com pensão alimentícia

A pensão alimentícia é mais um gasto dedutível, logo, seus valores são deduzidos e considerados quando da restituição do imposto de renda. Logo, se você realiza gastos, a título de despesas com alimentados, é conveniente declará-lo no seu IR, a fim de que possa ser restituído.

3. Despesas médicas

Consultas, exames laboratoriais e radiológicos, plano de saúde, internação hospitalar são exemplos médicos de gastos que dão direito à restituição do imposto de renda. Assim, é possível declará-los quando realizados tanto pelo contribuinte quanto por seu dependente. Uma das maiores dúvidas a esse respeito surge quando se falam em cirurgias plásticas. Afinal, esses gastos dão direito à restituição do IR?

A resposta é depende. Isso porque apenas as cirurgias com a finalidade de prevenir ou recuperar o paciente podem ensejar o direito à restituição. Logo, cirurgias estéticas, não. Além disso, os remédios comprados em farmácias também não constituem despesas dedutíveis, logo não são passíveis de restituição.

4. Doações

As doações são outro exemplo de gastos que dão direito à restituição do IR. Quando inseridas na declaração, até 6% do valor pode ser deduzido da base de cálculo do IR.

5. Contribuição mensal ao INSS

A contribuição mensal ao INSS também constitui um gasto dedutível, logo passível de restituição. Entretanto, esta restituição ocorre quando o contribuinte paga mais do que deveria.

Já conhecia alguns desses gastos que dão direito à restituição do imposto de renda? Então, conte-nos!