Gastar hoje ou poupar para amanhã ?

Afinal, gastar hoje ou poupar para amanhã? Muitas pessoas vivem nesse dilema, pois ora são seduzidas pelo consumismo, ora são constrangidas pela necessidade de poupar dinheiro. Os acontecimentos recentes do planeta – que abalaram a economia em escala mundial – nos alertou para a importância de ter reservas financeiras com as quais se possa contar em tempos difíceis. Por outro lado, é possível também entender que esses acontecimentos são lembretes de que a vida é frágil e que, por isso, devemos aproveitá-la intensamente.

Mas e aí, como escolher um lado? Aliás, é preciso escolher um lado? É preciso estar, necessariamente, em algum desses extremos? Se você, como a maioria das pessoas, não sabe o que pensar sobre isso, este artigo te ajudará a achar um meio termo entre gastar hoje ou poupar para amanhã. Confira!

1.      Abandone a ideia de que você precisar gastar tudo ou gastar nada

Em um mundo de radicalismos, as pessoas têm muita dificuldade de, simplesmente, considerar um meio termo. Talvez por que meios termos demandem, em geral, mais disciplina e organização. De todo modo, fato é que o primeiro passo para se chegar a um equilíbrio entre gastar hoje ou poupar para amanhã é mental, pois é preciso se livrar dessa ideia extremista de tudo ou nada.

Afinal, é perfeitamente possível gastar hoje e poupar para amanhã, não é mesmo? Basta ter conhecimento das contas, controle das despesas e organização. Assim, é possível aproveitar a vida sem peso na consciência, não agindo de forma inconsequente com o dinheiro, nem de forma mesquinha.

2.      Procure se conhecer e organize suas finanças com base em suas necessidades pessoais

Para se certificar de que não é preciso, necessariamente e em todos os momentos, escolher entre gastar hoje ou poupar para amanhã, você preciso visualizar suas finanças. Afinal, a organização delas é que lhe dará condição de estabelecer limites, tanto de gastos quanto de poupança.

Portanto, discrimine suas despesas pessoais – essenciais e não essenciais – a fim de descobrir quanto você gasta e, mais importante ainda, quanto você pode gastar. Assim, você não precisará mais passar pelo incômodo de ter de decidir, na hora, se gasta mais ou não. Você já saberá exatamente o que e o quanto pode fazer.

3.      Tenha um propósito na vida

Outra coisa que irá te ajudar muito a escolher entre gastar hoje ou poupar para amanhã é ter um propósito na vida. Isso porque, quando sabemos o que queremos e, principalmente, onde queremos estar fica muito mais fácil de decidir. Afinal, alguém que tenha como propósito de vida, por exemplo, ter segurança na velhice, irá agir de forma absolutamente responsável em relação ao dinheiro na juventude, a fim de alcançar esse propósito. E o melhor: fará tudo isso sem queixas, sem reclamações, porque quem sabe o que quer, pago o preço alegre e satisfeito.

4.      Não abra mão de todo o seu lazer

É claro que é preciso ter controle quando se fala em dinheiro. Mas faz parte desse controle também entender que é preciso agir de forma sustentável em relação a ele. E isso significa não deixar de usufruir das coisas que ele dá, porque, inclusive, essa satisfação é que dá sentido ao próprio trabalho, não é mesmo? Afinal, ninguém trabalha apenas para pagar contas, mas também para se divertir.

Portanto, a fim de encontrar um meio termo entre gastar hoje ou poupar amanhã, tenha o seu lazer dentro das suas condições, mas tenha! E aí, qual o seu meio termo entre gastar hoje ou poupar para amanhã? Deixe seu comentário!