Bitcoin e tudo o que você precisa saber sobre dinheiro virtual

Você já ouviu falar desse tipo de moeda? Sabe como ela funciona e a qual a sua importância para a vida financeira?

Pois bem, neste artigo vamos te contar tudo sobre o Bitcoin e claro, quais as vantagens de possuir esse dinheiro virtual.

Bitcoin: O que é?

O Bitcoin, é uma criptomoeda, ou seja, é uma moeda virtual, que pode ser usada para a compra de serviços, produtos e quaisquer outros itens em estabelecimentos que aceitem ser pagos com ele.

Em outras palavras, o Bitcoin é um novo tipo de investimento na qual, podemos utilizar a quantia rendida para compra ou vender qualquer item.

O Bitcoin não possui uma moeda ou cédula física, sendo inteiramente digital, formada a partir de um código único. Por isso, entra na categoria de criptomoeda.

Além disso, o Bitcoin é a primeira moeda descentralizada, ou seja, não é regulada por governos, bancos ou empresas. Dessa forma, é possível comprar, enviar, e receber Bitcoins sem nenhum intermediário, o que também evita pagar juros sobre algo.

Como funciona o Bitcoin?

Para começar a explicar seu funcionamento, saiba que diferentemente do real ou de qualquer outra moeda física do mundo, o Bitcoin não pode ser emitido conforme sentirem necessidade.

O Bitcoin e seu código foram criados de forma que somente 21 milhões de moedas virtuais possam ser emitidas – este é o limite. Elas são o novo tipo de investimento do mundo moderno.

Além disso, o Bitcoin é negociado na internet em uma rede própria, chamada Blockchain, uma espécie de banco de dados onde são registradas todas as transações Bitcoin entre os participantes da rede – as informações de todos os participantes são anônimas –.

Cada transação de Bitcoin é feita entre os membros e registrada através de um código que verificam cada transação.

Depois de validadas, as transações são acrescentadas a blocos de transação, a cada 10 minutos, quando são criados blocos. Por conta dessa validação, nunca foi possível, até hoje, fraudar o Bitcoin.

De qualquer forma, recomendamos não confiar exclusivamente nas moedas virtuais, já que este tipo de investimento ainda não é sólido e 100% confiável.

Quais são os riscos de investir em Bitcoin?

Realmente, o Bitcoin pode proporcionar um bom retorno, mas é preciso ter em mente os riscos de investir nele.

Porém, saiba que as criptomoedas não foram criadas com o objetivo de servir como alternativa de investimento, muito pelo contrário, o Bitcoin, criado em 2008, tinha como principal objetivo, permitir que as pessoas enviassem dinheiro umas às outras sem dependerem das instituições financeiras.

No entanto, com o passar do tempo, ele começou a se valorizar a ponto de ser visto como um investimento ou veículo de especulação.

Mas, como vimos, há intensa volatilidade, que pode não ser tolerada por determinados perfis de investidores.

Então vamos ficar atentos a possíveis riscos que investir nas criptomoedas podem apresentar? Confira!

  1. Tanto o Bitcoin quanto as outras criptomoedas não são regulamentadas no Brasil. Isso significa que, se você comprar um Bitcoin ou uma fração dele e tiver problemas, não haverá um órgão regulador a quem recorrer;
  2. Golpes envolvendo as criptomoedas – como pirâmides financeiras – podem ser recorrentes devido ao pouco conhecimento das pessoas somado ao desejo por altos retornos em períodos curtos.
  3. Antes de operar com as criptomoedas, é preciso pensar no seu perfil de investidor e nos riscos que esse tipo de investimento pode apresentar.